"Diagnóstico não é destino"

Especialistas

O que é Fibromialgia?

fibromialgia Imagem Google

A fibromialgia é uma doença bastante comum na prática clínica diária. Caracteriza-se por um quadro de dor generalizada e de longa data. Com certa frequência, associa-se a outras queixas como fadiga e um sono não repousante. Os pacientes podem ainda referir uma variedade de outros sintomas, incluindo sensação de formigamento e inchaço em mãos e pés, alterações na memória, dificuldade na concentração e raciocínio, cólicas no abdome, ansiedade, humor deprimido, irritabilidade, dores de cabeça, tonturas e palpitações.

É uma doença que afeta mais as mulheres, e embora o quadro seja mais comum nos adultos, também pode acometer adolescentes e idosos.

Hoje em dia, define-se a Fibromialgia como um quadro de ampliação da sensibilidade aos estímulos periféricos, e que são interpretados pelo sistema nervoso central como dor. Não existem alterações importantes ao exame físico e os exames complementares (laboratoriais e de imagem) não mostram nenhuma alteração. É importante salientar que fato dos exames estarem normais,não define ausência de doenças.

Diferentes estratégias terapêuticas podem ser utilizadas, tanto medicamentosa como não medicamentosa. Os principais objetivos do tratamento são diminuir a dor e melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

O tratamento não medicamentoso inclui seguimento em conjunto com psicoterapeutas e exercícios físicos. O pacientes podem e devem fazer atividades aeróbias, alongamentos e fortalecimento muscular global. Para o tratamento medicamentoso, pode-se utilizar analgésicos, relaxantes musculares, antidepressivos e modulares da dor, com intuito de reduzir a dor e a fadiga, e melhorar o padrão do sono.

Um dos grandes desafios diante das queixas e dos sintomas presentes é o reconhecimento da doença. O fato de não se pensar no quadro clínico (e também de outras doenças que podem co-existir ou até mesmo serem responsáveis por este quadro) acarreta em uma busca interminável por diversos médicos, com a solicitação de inúmeros exames complementares, e que na maioria das vezes, não são encontradas respostas satisfatórias. A adoção de medidas que levem em conta cada paciente de forma individualizada, é que determinarão o sucesso do tratamento.

Dr. Marco Antonio Gonçalves Pontes Filho

Clínica Médica e Reumatologia Clínica MOVE

Espondilite Anquilosante
You are an Ironman

Posts Relacionados

Comentários

 

Inscreva-se para ser avisado sobre novos posts

© Copyright 2018 - Fernanda Hayde

Ventura Web Solutions