"Diagnóstico não é destino"

Especialistas

Doença Autoimune 3

50-650-bacteria-intestino Foto Site Ecycle

Olá pessoal! Conforme combinamos em nosso ultimo post, vamos

falar da suplementação necessária e indicada de uma forma geral nas

doenças auto imune.

E antes de nos aprofundarmos é importante deixarmos claro que nenhuma suplementação terá efeito se não começarmos "limpando" a alimentação (última conversa). Seria o mesmo que tomar o veneno e depois medicar. E neste ciclo não sairíamos do lugar.

O intestino, principal órgão no tratamento, precisa estar saudável para que o sistema imunológico responda de forma adequada. E encima disso foi desenvolvido o protocolo de cura e prevenção do intestino: 4Rs. Este nome se deve aos quatro passos: REMOVER, RESTAURAR, REINOCULAR e REPARAR.

O primeiro passo consiste em REMOVER tudo que possa contribuir para a permeabilidade intestinal, ou seja, eliminar da dieta todos aqueles alimentos altamente inflamatórios que já conversamos mas vale relembrar: glúten (em primeiro lugar), leite e derivados, açúcar, corantes e conservantes, café, bebida alcóolica, além do maior número possível e medicamentos. Aqui vale também uma investigação de infecções intestinais (parasitas/ bactérias). Para facilitar este processo de "limpeza", a suplementação de glutationa é muito eficaz!

Feito isso seguimos em RESTAURAR o que é importante para uma boa digestão e absorção. E a suplementação de enzimas digestivas se torna fundamental neste processo complexo de digestão e absorção de nutrientes. Quando suplementado com enzimas, os ácidos estomacais também são restaurados facilitando a digestão.

Você certamente já ouviu esta frase: "Você é o que você come". Certo? Pois é... mas o correto seria dizer: "Você é o que você consegue digerir e absorver". São coisas totalmente diferentes! De nada me adianta consumir os alimentos ditos saudáveis se eu não consigo absorver os nutrientes que eles contém.

Restaurado sistema gastro-intestinal, vamos partir para a REINOCULAÇAO das bactérias saudáveis. Estas certamente se

perderam com o uso de antiobióticos, esteroides, inibidores da acidez estomacal, má alimentaçao, estresse, etc, ao longo de toda a vida. Como? Suplementando probióticos (na forma de cápsulas, pó). Somente com o intestino curado, você poderá incrementar sua rotina alimentar com os alimentos fermentados.

E para finalizar vamos REPARAR o intestino para não o deixarmos mais permeável. A suplementação de L-glutamina auxilia muito a reparação deste revestimento interno da parede intestinal. Além disso, nesta fase final incluímos o ômega 3 (marcas livres de mercúrio), vitamina D, Aloe vera, cúrcuma.

Finalizado este processo, o órgão chave intestino estará "limpo" e sua imunidade correspondendo de forma adequada. Mais detalhes e informações mais aprofundadas à respeito eu indico sempre o livro fantástico: "Doenças Autoimunes – Previna e reverta todo um universo de doenças inflamatórias" do autor Amy Myers.

Uma última observação é que toda esta suplementação deverá ser analisada e prescrita pelo seu nutricionista funcional ou médico. As dosagens diárias são individuais por isso não colocamos quantidades.

Até nosso próximo encontro!

O QUANTO MEU CORPO É CAPAZ DE SUPORTAR?
Sem glutén, sem lactose, sem gosto? Só que não

Posts Relacionados

Comentários

 

Inscreva-se para ser avisado sobre novos posts

© Copyright 2018 - Fernanda Hayde

Ventura Web Solutions

Assine o nosso BLOG e seja notificado quando houver uma nova postagem!